Relatório da Reunião da Comissão de Caminhos de Cura e Reconciliação – Abril/Maio

Commission on Pathways to Healing Members

 

Essa Comissão se reúne mensalmente para avaliar as ações e o andamento dos membros da equipe e subgrupos. Em cada reunião da Comissão há uma reflexão sobre os acontecimentos da atualidade. Esta é uma parte duradoura de cada agenda, para que tenhamos certeza de que continuaremos a estar cientes das mudanças no mundo ao redor de cada um e cada uma de nós e do impacto dos eventos globais em nossa denominação, nas igrejas da ICM e nas pessoas da ICM. Durante a atual conversa sobre eventos, observamos o contínuo impacto global da COVID-19, bem como a distribuição desigual de vacinas. Questões de justiça das quais devemos estar atentos e atentas à medida que sigamos com nosso trabalho enquanto comissão. Uma parte dessa conexão foi parar a reunião na hora em que os resultados do julgamento de Chauvin fossem anunciados. Essa pausa foi para um momento de oração, de comunidade e um momento de solidariedade.

Mais uma vez, a Comissão avaliou a carta sob a qual somos guiados e guiadas à medida que trabalhamos para propor recomendadas soluções para mudanças positivas. Você pode ler a carta aqui: Carta da Comissão.

Embora o foco da Comissão permaneça o mesmo que mencionado anteriormente, a estrutura da Comissão foi atualizada para acomodar as atividades de trabalho planejadas. O foco do trabalho atual é a criação de Caminhos Pessoais para a Cura. Este será um lugar onde as pessoas poderão compartilhar suas histórias e o que significa a cura para elas. Essas histórias serão captadas de várias maneiras. Mais sobre isso será anunciado separadamente. Uma vez que os atuais temas compostos e os itens acionáveis específicos sejam obtidos, as informações serão usadas pela equipe de Mudança Organizacional para criar políticas sugeridas e mudanças estruturais para a Junta de Governo.

Um grupo focal foi conduzido para avaliar as atividades planejadas e a logística para o recebimento de histórias de trajetórias pessoais. As sugestões desse grupo serão incorporadas à ação final que está planejada para ser apresentada ao pessoal da ICM nos próximos meses.

Conforme relatado anteriormente, a equipe conduziu uma pesquisa sobre equidade racial com funcionários da ICM, Junta de Governo e Conselho de Bispas e Bispos. Esses grupos foram selecionados como ponto de partida, pois juntos participaram de um treinamento de um dia inteiro. Os resultados do grupo revelaram que é necessário um trabalho contínuo nas áreas de publicidade e compreensão das políticas de equidade racial da ICM, construindo uma cultura e uma estrutura de equidade onde as diferenças sejam celebradas e bem-vindas, bem como determinando como inserir a cultura de equidade na estrutura de toda a organização global da ICM.

A Junta de Governo criou um grupo de trabalho para examinar o documento criado pelo Rev. Bispo Ines-Paul Baumann, que reúne todas as recomendações de relatórios de diversidade e inclusão produzidos pela ICM nos últimos 10 anos. Essa equipe está analisando essas recomendações e atualizará as tarefas que já foram concluídas e as que ainda estão pendentes. A Equipe de Liderança Sênior composta por Cecilia Eggleston, Hector Gutierrez e Kharma Amos fará o mesmo em relação às ações da equipe de funcionários da denominação que foram sugeridas em relatórios anteriores.

A equipe foi apresentada às novas Coordenadoras de Diversidade, Inclusão e Desenvolvimento de Leigos e Leigas – Revda. Stedney Phillips e Sra. Camille Araullo. Elas são integrantes da Equipe de Desenvolvimento da Comunidade e atualmente estão trabalhando meio período.

Os membros da Comissão analisaram os princípios básicos da estrutura da Despertai para Acordar para Trabalhar que está sendo usada para orientar nosso trabalho. A análise é feita para garantir que nossas ações estejam alinhadas com nossos resultados esperados/desejados.

  1. Estabelecer um vocabulário compartilhado
  2. Identificar campeões de equidade racial nos níveis de liderança sênior e do conselho.
  3. Identificar a equidade racial como um imperativo estratégico para a sua organização
  4. Abrir um diálogo contínuo sobre o trabalho de equidade racial
  5. Desagregar dados

Por favor, mantenha os/as membros da Comissão em suas orações.

Em parceria e ministério,

Rev. Dr. Roland Stringfellow, MCC Detroit, EUA (Co-Presidente)
Revda. Bispa Cecilia Eggleston, Moderatora FUICM (Co-Presidente)
Revda. Cathy Alexander, Funcionária da ICM
Sr. Kedric Brown, Resurrection MCC, Houston TX, EUA
Sra. Clare Coughlin, Junta de Governo da FUICM
Sr. Juan Garcia, MCC of Washington DC, EUA
Rev. Jakob Hero-Shaw, MCC Tampa, EUA
Sr. Richard Norman, Good Hope MCC, África do Sul
Sra. Ivana Warwick, ICM São Paulo, Brasil